Bahia
Facebook Twitter Fale Conosco

Teatro Sesc-Senac Pelourinho

 

* Cartão Sesc
O Grupo Oficina de Teatro Sebastianense apresenta a comédia que aborda temas como, loucura, preconceito e corrupção. Três atores se desdobram em seis personagens, no consultório de uma psicanalista muito suspeita. O texto reflete e desencadeia um rompimento das verdades estabelecidas pelo senso comum, sugerindo uma “cura” para o preconceito. Direção e autoria: Cátia Garcez. Elenco: Iriane Santana, Rayone Borges e Vanessa Mirly.





Com a intenção de preservar as manifestações religiosas e culturais, o Sesc realiza o tríduo em louvor a Santo Antônio, o santo mais popular do Brasil, conhecido por ser o padroeiro dos pobres, santo casamenteiro e sempre sendo invocado para se achar objetos perdidos.




*Cartão Sesc



*Cartão Sesc




A Mostra Sesc de Cinema – etapa estadual, em sua segunda edição, exibe 40 filmes baianos, entre curta e longa metragem, sendo 18 documentários e 22 ficções, selecionados através de edital. Com o objetivo de promover a difusão da produção cinematográfica brasileira que não chega ao circuito comercial de exibição, o projeto visa contribuir para o lançamento e promoção de artistas do audiovisual.
A Mostra premiará dois longas e quatro curtas com um contrato de licenciamento para exibição pública pela Rede Sesc de todo o país, além de certificar os destaques de melhor roteiro, direção de fotografia, desenho de som, direção de arte, direção de elenco e montagem.
As exibições acontecerão nos dias 26, 28, 29 e 30 de junho, no Teatro Sesc Senac Pelourinho. Os premiados serão anunciados no dia 30, sábado, às 19h.
Além das exibições, a Mostra contará também com uma Roda de conversa: 'O olhar feminino na cena audiovisual baiana', a ser realizada no dia 26 de junho, terça-feira, das 17h às 18h20.


PROGRAMAÇÃO


26 de junho, terça-feira

 

Sessão 14h-15h35

Cine Rio Branco (Doc, 17min) | Dir.: Eudaldo Monção Jr. | Livre |Em seu aniversário de noventa anos, o majestoso Cinema Rio Branco vira filme e estreia nele mesmo.
Louça de Deus (Doc, 13min) | Dir.: Eudaldo Monção Jr. | Livre |A história da Feira de Caxixis, o maior evento ceramista da América Latina. Atualmente, toda quinta-feira santa, começa uma grande movimentação na Praça dos Arcos no centro de Nazaré, constituindo-se num espetáculo a parte com a chegada dos oleiros.
Baladágua (Doc, 26min) | Dir.: Eduardo Oliveira |Livre |Retrata a vida de Edvaldo Valério, único atleta negro do Brasil a ganhar uma medalha olímpica na natação.
Milenares (Fic, 15min) | Dir.: Eduardo da Conceição |14 anos |Dois amigos entediados discutem sobre política, sexo, machismo, oportunidades e expectativas para o futuro.
Domingo (Fic, 13min) | Dir.: Alan Leonel |10 anos |Num futuro em que tudo deu errado, um jovem é torturado por forças que estão além do seu entendimento.
Mente (Fic, 9min) | Dir.: Uri Menezes | Livre |Joana quer provar através da mentira documentada, que a verdade é ficção.


Sessão 16h-16h55

Carolina (Doc, 10min) | Dir.: Lilih Curi |Livre |Qual o lugar que Carolina Teixeira ocupa no contexto sócio-político-cultural em que vivemos? Enquadrar esta mulher é dar visibilidade a inúmeras mulheres, nordestinas, artistas e deficientes do Brasil.
Una (Fic, 4min) | Dir.: Vanessa Aragão | Livre |Vídeo-arte-dança que mostra como as mulheres – de forma lúdica e imagética – se sentem.
Colar de Pérolas (Doc, 13min) | Dir.: Micael Aquillah |Livre |Representação poética do imaginário de Milerina Almeida da Silva, 94 anos, personagem singular, expressiva e vital de nosso nordeste.
Cantos dessa Cidade (Fic, 5min) | Dir.: Ariel L. Dibernaci |Livre |Bernadete precisa enfrentar as dores do parto da criação para dar vida a sua arte.
Um Dia é da Vida, o Outro da Morte (Fic, 20min) | Dir.: Calebe Lopes |14 anos |Uma garota foi assassinada na universidade. Ninguém liga.


17h-18h20

 

Mesa: 'O olhar feminino na cena audiovisual baiana e brasileira'

 


Sessão 18h30-20h

CorpoStyleDanceMachine (Doc, 7min) | Dir.: Ulisses Arthur |Livre |Entre memórias da boate e relatos de resistências cotidianas: Tikal dança e afronta as normas.
Eu, compositora (Doc, 80min) | Dir.: Deo |Livre |Doc transmídia musical que, através de QR Codes, sincroniza conteúdos midiáticos e propõe a experiência multi tela. São entrevistadas sete artistas que apresentam seus métodos de composição.


28 de junho, quinta-feira

 


Sessão 14h-15h10

Legítima defesa (Fic, 15min) | Dir.: Edinilson Mota Pará |14 anos | Qual a medida entre castigo e tortura? Luz e a sombra? Defesa e assassinato? Livremente adaptado de peça teatral homônima, duas mulheres buscam a liberdade e o sentido.
Identidade (Fic, 15min) | Dir.: Eduardo Oliveira e Diogo Oliveira |16 anos |No futuro, uma poderosa substância é capaz de transferir mentes. Mas quando um misterioso assassinato acontece, o que parecia ser um grande avanço pra humanidade se transforma num risco para todos.
Super Sorte (Fic, 24min) | Dir.: Ângelo Marcelo Freire |12 anos |Dois amigos apostam na loteria. Um escolhe os números, o outro paga o jogo. Diante do resultado positivo, ambos são tomados pela ganância, colocando à prova seus conceitos moral e ética.
O arranjo (Fic, 12min) | Dir.: Camila Hepplin | 16 anos | Acordes dissonantes compõem um buquê de solidão.
Lobo do homem (Fic, 1min) | Dir.: Ariel L. Dibernaci | Livre | Léo precisa enfrentar as dores do parto da criação para criar sua arte.


Sessão 16h-16h45

Confronto Casual (Fic, 5min) | Dir.: Marcus Barbosa |Livre |Um passeio no parque vira confusão quando dois casais descobrem que têm muito em comum.
Dek Tamarit (Doc, 15min) | Dir.: Marcus Barbosa | Livre | Estudante timorense fala sobre seu maior desafio nos seus últimos dias em Salvador.
A caixa de quatro cômodos (Fic, 14min) | Dir.: Ana do Carmo | Livre | Regina vive sozinha em seu apartamento. Ela tem a fotografia como única companhia e se sente protegida por de trás das lentes. Mas contra o que ou quem ela precisa de proteção?
Um café (Fic, 4min) | Dir.: Clarissa Rebouças | 14 anos | Presa a um passado próximo, as memórias de Vicky ainda moram com ela.
Banana (Fic, 7min) | Dir. Marvin Pereira | 14 anos | Inspirado na introdução do livro “Travesti: Prostituição, Sexo, Gênero e Cultura no Brasil” do antropólogo Don Kulick, Banana narra um dos encontros que o sueco teve durante a realização da pesquisa de campo para o livro.


Sessão 18h30-20h30

Quilombo Rio dos Macacos (Doc, 120min) | Dir.:  Josias Pires | 12 anos | Localizada entre os municípios de Salvador e Simões Filho (BA), o Quilombo do Rio dos Macacos abriga uma comunidade negra que enfrenta um conflito pela propriedade da terra de uso tradicional, reivindicada pela Marinha do Brasil. Além de denunciar graves violações de direitos humanos, o filme registra processos de negociações visando a solução dos problemas.


29 de junho, sexta-feira




Sessão 14h-15h30

O arco do medo (Doc, 9min) | Dir.:  Juan Rodrigues | 14 anos | Relato de insurgência. Masculino e feminino caem perante um corpo negro que resiste na busca por liberdade e tempo. Borrando os limites do gênero, na tentativa de simplesmente ser. Um corpo negro que supervive.
Diário da greve (Doc, 78min) | Dir.:  Guilherme Sarmiento | 12 anos | Em agosto de 2015, numa das maiores greves das universidades federais, professor resolve realizar um "filme de garagem". O que seria o registro de uma manifestação política, porém, acaba se transformando em um pesadelo íntimo do esfacelamento do país.


Sessão 16h-17h30

Matinal (Fic, 11min) | Dir.: Cleriton F. Alves | 12 anos | Mais um dia na vida do casal Ana e Cláudio. Entre conversas banais surgem questões sobre o futuro, a relação e sobre amizade.
Não demora (Fic, 14min) | Dir.: Douglas Oliveira | Livre | Em um dia comum um garoto resolve contar um grande segredo para mãe, mas a falta de intimidade dos dois parece estar muito grande justamente por conta dos segredos entre os dois.
Estela (Fic, 23min) | Dir.: Hilda Lopes Pontes | 16 anos | Estela está no fim da gravidez de seu primeiro filho e precisa terminar de organizar o chá de fraldas do bebê. Para terminar os preparativos da festa, ela necessita da ajuda de seu marido. 
O amor de Poly (Fic, 6min) | Dir.: Thamyris Rodrigues de Siqueira Vilas Boas (Sohl)
|Livre | Poliana é uma garota jovem que percebe que seu relacionamento com Romero não é mais o mesmo, e passa a questionar a real necessidade de ter de se envolver emocionalmente com apenas uma pessoa por vez, a partir de seus amores do passado.
8 por 1 (Fic, 22min) | Dir.: Dri Fernandes | 14 anos | Nove pessoas, ou oito por uma? Histórias que aparentemente tem uma relação. No 8 por 1, pessoas de diferentes crenças, classes sociais e ideologias, contam uma história.
Sopro (Fic, 12min) | Dir.: Lemuel Castro e Letícia Moreira | Livre | À deriva, Nina e Julieta aprendem a lidar com as memórias.


Sessão 18h30-20h

Os insênicos
(Doc, 15min) | Dir.:  Rafaela Uchoa | 12 anos | Dos manicômios aos palcos da vida, Os Insênicos reinventam a loucura através da arte.
Sem Tarja (Doc, 71min) | Dir.:  Rafaela Uchoa | 14 anos | Diante de um mundo cada vez mais exigente e intolerante, um número cada vez maior de pessoas tem achado em cápsulas a fórmula para suportar a própria vida. A medicação sempre esteve presente na história da humanidade e é responsável por muitos benefícios para nossa espécie. Porém, quando essa medicação serve para silenciar um problema social, ela vem em grande quantidade e pode ter resultados devastadores.
 

30 de junho, sábado




Sessão 15h-16h35

Sarau da Onça - A Poesia da Quebrada (Doc, 22min) | Dir.:  Vinicius Eliziário | 10 anos | "A poesia é o divisor, antes dela a repressão, depois dela a liberdade", assim recita o poeta Evanilson Alves, o filme documenta o sarau poético que acontece quinzenalmente em Sussuarana, periferia de Salvador.
Suspiros de um trovador (Doc, 69min) | Dir.: Marcelo Rabelo| Livre | Revela a vida e obra do poeta popular alagoano Rodolfo Coelho Cavalcante (1917-1986). Seu filho e cordelista, Isaías Cavalcante – Ismoca, persegue sua vida pela Bahia, Alagoas e Rio de Janeiro e vivencia sua obra literária, seja declamando poesias, lendo cordéis, negociando livretos nas feiras, ruas e também reencontrando amigos e poetas.


Sessão 17h30-18h45

Òrun Aiyé - A criação do Mundo (Fic, 12min) | Dir.: Jamile Coelho e Cintia Maria | Livre | A animação mostra a jornada de Oxalá para cumprir a sua missão, a criação do mundo.
Do que aprendi com as minhas mais velhas (Doc, 26min) | Dir.: Susan Kalik e Onisajé | Livre | Doc sobre a fé no Candomblé e como essa fé é transmitida de geração em geração. Um filme onde Egbomis, Nenguas e Yalorixás contam como aprenderam com seus mais velhos e como ensinam seus mais jovens. Um filme sobre tradição, amor e religiosidade.
Enrolado na Raiz (Doc, 23min) | Dir.:  Camila Caracol | Livre | Mulheres negras de origens distintas mostram como o racismo atua em diversos aspectos sociais de suas vidas através de suas vivências e da relação que elas têm com o próprio cabelo.
Por onde elas andam (Doc, 11min) | Dir.:  Yasmin Müller | Livre | Quatro mulheres de lugares distintos contam histórias semelhantes na cidade de Salvador.


19h – Anúncio dos premiados e coquetel



Webmail